Notícias

12/07/2018 11:21:07

Agricultores familiares do Paraná apostam nas redes sociais para vender a produção

Agricultores familiares do Paraná apostam nas redes sociais para vender a produção

Agricultores familiares do Paraná têm deixado de lado feiras e mercados e apostado, cada vez mais, nas redes sociais para escoar a produção.

A agricultora Bárbara Mahnic, de Engenheiro Beltrão, no norte do estado, afirma que quase 100% das vendas de hortifrútis ocorrem pelo Whatsapp e pelo Facebook.

"A rede social foi o começo de tudo. Meus pais tinham uma horta para consumo próprio e, um dia, como eu estava desempregada, minha mãe sugeriu que eu vendesse o que tinha ali. Postei uma foto no Facebook e a repercussão foi enorme", lembra.
Foi, então, que a paranaense passou a enxergar as redes sociais como ferramentas de trabalho. Em pouco tempo, o número de clientes de Bárbara cresceu, assim como a quantidade de hortas e a diversidade na produção.

"Com o dinheiro das vendas, investi em uma cozinha industrial, onde produzo pão e bolacha para escolas. Também vendo bandejas com verduras processadas", explica a agricultora, que tem a ajuda da família toda no negócio.

Bárbara diz, ainda, que expõe os produtos apenas uma vez por semana na feira da cidade.

"A nossa feira tem outras barracas que oferecem os mesmos produtos e não é tão movimentada porque moramos em uma cidade pequena. Por isso, a nossa maior forma de distribuição é por Whatsapp mesmo", relata.

A produtora de ovos Eliete Nespolo, de 50 anos, de Iporã, no noroeste do estado, lembra que ela e o marido não sabiam direito o que esperar quando começaram o negócio.

"No primeiro dia, saímos oferecendo ovos de porta em porta pela cidade. Para quem comprava, entregávamos um cartão com o número do nosso celular. Dois dias depois, choviam pedidos. Meu marido achou que não ia ter ovo para tanta gente", lembra.

Hoje, ela conta que quando o Whatsapp fica fora do ar é prejuízo na certa.

"Os clientes fazem as encomendas apenas pelo Whats. Não participamos de feiras e nem saímos vendendo os ovos pela cidade", explica.
Um ano depois de começar a produzir e a vender ovos, o casal comemora os bons resultados. "Começamos com 200 galinhas e, hoje, temos 460. Já estamos construindo o nosso segundo barracão e temos cerca de 20 clientes fixos", revela.

 

Sem intermediários
Uma pesquisa feita pela Federação dos Trabalhadores Rurais e Agricultores Familiares do Estado do Paraná (Fetatep) mostra que 66% dos 60 sindicatos filiados pesquisados têm agricultores familiares e assalariados rurais que usam o WhatsApp e/ou o Facebook para vender.

Para o presidente da Fetatep, Ademir Mueller, o emprego da tecnologia tem desestimulado o êxodo rural e favorecido a economia.

"Com a venda direta na rede social, os agricultores familiares eliminam os 'atravessadores', que revendem os produtos deles pelo dobro do preço comprado. Com isso, acabam tendo um ganho bom e não precisam mais voltar para a cidade, que também está cheia de problemas", explica.

O último Censo Agropecuário do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) mostra que a população rural do Paraná chega a 1 milhão de pessoas - 720 mil delas são agricultores familiares e 280 mil, assalariados rurais.

Aos 30 anos, Bárbara, que abandonou a biomedicina para ser agricultora, diz que pretende deixar a cidade para viver mais perto das suas hortas.

"Tenho orgulho de contar a nossa história. Nunca imaginei tirar nosso sustento totalmente do campo, da nossa produção. E tudo começou com a foto de uma horta!”, revela.
Ainda de acordo com o presidente da Fetatep, essa mudança no comportamento da população rural também beneficia os clientes. "Eles recebem, em casa mesmo, produtos que têm pouco ou quase nada de agrotóxicos e que são produzidos com muito carinho", garante.

(Foto: Reprodução/Facebook)

G1



Voltar

Entrevistas

  • Rede Gaúcha Site:Copa da Rússia 2018: Croácia e França disputam neste domingo. Expectativa na Croácia é grande
    • Rede Gaúcha Site:Copa da Rússia 2018: Croácia e França disputam neste domingo. Expectativa na Croácia é grande

    • 13/07/2018 10:24:17
  • Rádio Agert: Agert e TRE/RS promovem diálogo sobre a lei eleitoral na próxima segunda feira (16/07)
    • Rádio Agert: Agert e TRE/RS promovem diálogo sobre a lei eleitoral na próxima segunda feira (16/07)

    • 13/07/2018 10:15:03
  • Rede Gaúcha Site:O SECRETÁRIO GERAL Da Associação Contas Abertas, economista Gil Castelo Branco falou em entrevista que esta acontecendo um surto de irresponsabilidade do congresso após projetos votados e que o próximo presidente eleito precisará tomar decisões imediatas
    • Rede Gaúcha Site:O SECRETÁRIO GERAL Da Associação Contas Abertas, economista Gil Castelo Branco falou em entrevista que esta acontecendo um surto de irresponsabilidade do congresso após projetos votados e que o próximo presidente eleito precisará tomar decisões imediatas

    • 13/07/2018 10:13:54

Últimos recados

    • 13.07.2018
    • NEI JOSE DIAS PACHECO
    alguns aniversariantes de hj - 13.07.2018- ANTONIO SCHIMENECK, ALDORINDO DA SILVA MARTINS, LEANDRO MACHADO SCHMELING, WILLIAM SANTANA, PRYSCYLLA KUHN VERON, ROBERTO LUIZ CASARIN, JUSSARA GUIMARAES CARVALHO, ELIANE LIRIO, ODETE MACHADO, ADRIANO SAGRILLO, LIEGE MUGNOZ, MIGUEL FARIAS. A todos parabens, felicidades.
    • 24.06.2018
    • jefferson bonatto da silva
    gostaria de parabenizar a radio pela excelente comunicacao e respostas a seus ouvintes mesmo os que estao longe da cidade e ouvindo pela internet que é o meu caso que sou de porto alegre e sempre me mantenho informado com as noticias da cidade e tb fico ligado dos acontecimentos e previsoes do que se passa pela localidade. abraço a todos
    • 07.05.2018
    • Alex Fernando da Silva
    Gostaria de saber como faço pra colocar um anúncio na rádio Tupã
    • 21.03.2018
    • NEI JOSE DIAS PACHECO
    ALGUNS ANIVERSARIANTES DE HOJE - 21.03.2018 JOAO MARINO DOS SANTOS - TOMATE, LEONARDO CARVALHO, JOSE ROGERIO MACHADO SALLES, CARMEM LUCIA MARTINS PATIAS, GENY SILVEIRA RIBEIRO, CARMEM LOTTI, VIVIAN LOTTI, ENARA GUTERRES. favor divulgar nas sociais, obrigado.
    • 05.02.2018
    • Maria do Carmo Costa
    Antigamente acompanhava todas as notícias da cidade pelo site. Por que agora não tem mais, e quando tem são atrasadas? Fica difícil saber das novidades pela rádio... só bobagens.
    • 19.12.2017
    • Marcelo Peixoto Marques
    Um abraço para minha querida Tupanciretã!

Categorias