Notícias

08/02/2018 17:10:33

Dono de templo nega ser bruxo e diz que sofreu perseguição religiosa após ser considerado suspeito em caso de morte de crianças em Novo Hamburgo

Dono de templo nega ser bruxo e diz que sofreu perseguição religiosa após ser considerado suspeito em caso de morte de crianças em Novo Hamburgo

pontado pela investigação como líder de um templo satânico, Sílvio Fernandes Rodrigues, de 44 anos, negou ser bruxo e afirmou, em entrevista ao G1, que foi vítima de uma perseguição religiosa ao ser considerado suspeito no caso das crianças encontradas mortas em Novo Hamburgo. "Não sou satanista, não sou bruxo. Sou mestre de magia com mais de 20 anos de religiosidade", sentenciou Sílvio.

Ele saiu da Penitenciária Estadual do Jacuí (PEJ) na noite de quarta-feira (7), onde estava desde 27 de dezembro, após o delegado que investiga o caso, Rogério Baggio, pedir à justiça a revogação dos mandados impetrados contra sete homens considerados suspeitos. As testemunhas que baseavam a investigação até então, descobriu o delegado, haviam mentido. Um homem foi preso no mesmo dia por ter incentivado os falsos testemunhos.

Sílvio falou com o G1 em um escritório em Porto Alegre.

"É uma situação bastante complicada, porque ainda não consegui organizar nada, ver nada. Estou preocupado agora em dar segurança para minha família", disse Sílvio. Segundo ele, a esposa e os três filhos, de 11, 21 e 23 anos, foram "quase linchados" na rua após sua prisão.

"A sociedade inteira está condenando. A repercussão foi nacional e internacional. Eu tenho amigos na Argentina. Como vou voltar lá se fui acusado de raptar e matar duas crianças argentinas?", comentou.

Sílvio acredita ter sido vítima de perseguição religiosa, em função do seu envolvimento com a magia. "Houve uma tendência, sim. Isso foi nítido na mídia pelo delegado da época ser cristão. Eu creio que foi perseguição religiosa e tendenciosa", afirmou.

Na época da prisão de Sílvio e outros três apontados pela polícia como envolvidos no caso, o delegado substituto Moacir Fermino afirmou que teve uma "revelação divina" por meio de dois profetas para relacionar a morte das crianças aos suspeitos.

Sílvio lembrou o dia em que foi preso. "Eu estava em casa e aí adentraram com as viaturas, eram quatro viaturas, muitos policiais. O delegado deu voz de prisão. Chegou e disse: 'Eu sou Deus e vim prender satanás'. Perguntei qual era a acusação e ele disse que eu saberia na delegacia. Não fazia ideia do que se tratava", comentou.

De lá, foi levado à Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), onde permaneceu por sete dias, até ser levado à PEJ, em Charqueadas, a 60 km da capital.

A conduta de Moacir será investigada pela Corregedoria da Polícia Civil. O G1 tentou contato com o delegado, mas ele não foi localizado.

As crianças teriam sido mortas em sacrifício durante um ritual para atrair prosperidade nos negócios do ramo imobiliário, encomendado por duas pessoas. Uma delas, Paulo Ademir Norbert, afirmou em entrevista ao G1 que não teve envolvimento com o caso, e que sequer conhecia Sílvio. Sílvio também negou conhecer os demais apontados.

 

G1 RS

Foto: Joyce Heurich/RBS TV



Voltar

Entrevistas

  • Rádio Agert - Federarroz considera desleal a concorrência do Mercosul com o arroz brasileiro
    • Rádio Agert - Federarroz considera desleal a concorrência do Mercosul com o arroz brasileiro

    • 22/02/2018 11:39:18
  • Rádio Agert - Conservação do solo será o tema da 18ª edição da Expoagro Afubra
    • Rádio Agert - Conservação do solo será o tema da 18ª edição da Expoagro Afubra

    • 22/02/2018 11:22:53
  • Presidente da Cooperativa Agropan e Coordenador do Departamento Técnico da Agropan Juarez Bay do Nascimento - Safra de verão, situação das lavouras, clima
    • Presidente da Cooperativa Agropan e Coordenador do Departamento Técnico da Agropan Juarez Bay do Nascimento - Safra de verão, situação das lavouras, clima

    • 22/02/2018 11:02:18

Últimos recados

    • 05.02.2018
    • Maria do Carmo Costa
    Antigamente acompanhava todas as notícias da cidade pelo site. Por que agora não tem mais, e quando tem são atrasadas? Fica difícil saber das novidades pela rádio... só bobagens.
    • 19.12.2017
    • Marcelo Peixoto Marques
    Um abraço para minha querida Tupanciretã!
    • 10.12.2017
    • Luíz Veríssimo
    Bom dia um abraço a todos os amigos da minha querida Tupanciretã , ótima programação
    • 02.10.2017
    • Larissa Fernanda
    Oi boa tarde me chamo Larissa Fernanda estou sem contato com o pessoal de Tupã, sou de santo Ângelo e estou tentando ligar pro meu namorado que mora em Tupã, Cristiano Siqueira desde ontem e não consigo contato nem com a família ... aguardo notícias.
    • 02.10.2017
    • GENESI DA SILVEIRA
    Oi bom dia estou ouvindo a radio Tupã ,e estou triste em saber que o temporal fez estrago em minha querida TUPANCIRETÃ .Abraços aõ amigos de Tupã ,e principalmente para toda minha familia do POR DO SOL.e para vocês ai na radio.
    • 30.09.2017
    • Moisés Silveira da Silveira
    Olá bom dia a todos os ouvintes da rádio,em especial a minha tia Ivete ,e meu tio Valdir pinheiro.um grande abraço do Moisés Silveira,de esteio RS.

Categorias