Notícias

22/01/2019 17:27:59

PM da reserva vira réu por homicídio doloso de homem no campus da PUCRS em Porto Alegre

PM da reserva vira réu por homicídio doloso de homem no campus da PUCRS em Porto Alegre

O policial militar da reserva Márcio Morais de Moraes virou réu no processo que investiga a morte de Rafael Giovane Silveira da Silva, de 26 anos, no dia 27 de setembro, nos fundos do prédio 50 da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUCRS), em Porto Alegre. A denúncia, do Ministério Público, foi aceita pelo juiz Felipe Keunecke de Oliveira, da 2ª Vara do Júri.

"Tratam os autos de homicídio qualificado, onde presente a prova da materialidade e indícios suficientes de autoria. Recebo a denúncia", escreveu o juiz na decisão.

Rafael foi assassinado a tiros. O réu responde em liberdade e foi acusado de homicídio doloso qualificado, quando existe intenção de matar.

De acordo com a polícia, inicialmente havia suspeita de que Márcio, que confessou o crime, teria agido em legítima defesa.

De acordo com o delegado Rodrigo Reis, titular da 1ª Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (1ª DHPP), a hipótese inicial foi descartada após a investigação constatar, a partir de provas testemunhais, perícia e análise de câmeras de vigilância, que o homem estava calmo e impossibilitado de reagir diante de seu executor. Na ocasião, o homem estaria cercado de seguranças e não teria reagido à abordagem.

Segundo testemunhas ouvidas pela investigação, a razão do crime teria sido motivada por ameaças feitas pela vítima ao filho do Policial Militar, que atua como vigilante da PUCRS. O PM da reserva também trabalhava na universidade, mas como chefe da vigilância informal, auxiliando em rondas internas.

O advogado de Márcio, Marcelo Marcante, disse que o cliente agiu em legítima defesa. "Sua inocência será comprovada. Rafael foi flagrado assaltando dentro do campus da PUCRS. Foi dado um tiro de advertência, que não foi suficiente para evitar a reação de Rafael, motivo pelo qual novos disparos foram efetuados". (leia nota na íntegra abaixo)

Nota da defesa
"O meu cliente agiu em legitima defesa e sua inocência será comprovada. Rafael foi flagrado assaltando dentro do campus da PUCRS, havia sido preso e horas depois solto, quando voltou ao campus ameaçando as pessoas que lá trabalham. No dia seguinte, retornou armado com uma barra de ferro e sob o efeito de cocaína, quando tentou desarmar o meu cliente. Foi dado um tiro de advertência, que não foi suficiente para evitar a reação de Rafael, motivo pelo qual novos disparos foram efetuados".

 

 

G1 RS



Voltar

Entrevistas

  • Indicadores Agropecuários - 19/04/19
    • Indicadores Agropecuários - 19/04/19

    • 19/04/2019 10:24:54
  • Previsão do Tempo - 19/04/19
    • Previsão do Tempo - 19/04/19

    • 19/04/2019 10:23:44
  • Semana Santa - Parte 02
    • Semana Santa - Parte 02

    • 19/04/2019 10:21:56

Últimos recados

    • 09.04.2019
    • Marizane Rodrigues
    Quero desejar tudo de melhor que a vida possa oferecer à minha mãe Iolanda e minha irmã Maura,que moram no bairro Elizabeth;amo muito vocês duas e sinto muita saudades! Marizane Rodrigues
    • 27.12.2018
    • Marizane Rodrigues
    Quero desde já desejar um Feliz 2019 aos meus conterrâneos desta terra amada!Que Deus nos abençoe,dê força e coragem para enfrentarmos as batalhas que estão por vir,e que tenhamos mais amor e paciência uns com os outros!Um beijo muito especial com todo meu carinho à minha mãe Iolanda e minha irmã querida,a Maura do Bairro Elizabeth!
    • 22.12.2018
    • ilza jussara demiranda
    bom dia,oferecer musica banda calmon p minha irma Iara de Miranda q veio passear la do mato grosso passar as festas, tbm p elenir maidana erick, seu nicanor( sao domingos) todos meus familiares, Boas festas a todos, saude e harmonia. ,
    • 12.12.2018
    • Luiz Fernando Messias
    A radio mais ouvida em Palmas - Tocantins
    • 29.11.2018
    • Marlon
    Rádio Tupã sempre trazendo as mais importantes informações.
    • 08.10.2018
    • MARIZANE RODRIGUES
    Muito bom poder ouvir a rádio Tupa e matar a saudade da minha terra natal!

Categorias