Notícias

27/01/2018 09:14:11

Vigília e pedidos por justiça marcam cinco anos da tragédia da boate Kiss em Santa Maria

Vigília e pedidos por justiça marcam cinco anos da tragédia da boate Kiss em Santa Maria

A tragédia da boate Kiss completa cinco anos neste sábado (27). A data é marcada por diversas atividades ao longo do final de semana, além de uma vigília realizada na madrugada em frente ao local onde aconteceu o incêndio em Santa Maria.

As homenagens aos 242 mortos teve início ainda na sexta-feira (26) com a exibição do documentário "Depois Daquele Dia" na Praça Saldanha Marinho, no Centro da cidade, onde centenas de pessoas acompanharam a história produzida pela irmã de uma das vítimas.

"Tem uma certa felicidade em terminar mas ao mesmo tempo é um filme que eu não queria ter feito. Eu não queria que essa tragédia tivesse acontecido, o fato do meu irmão ter morrido foi um disparador pra eu falar sobre isso então acaba sendo esse misto de emoções", afirmava a diretora do documentário, a jornalista Luciane Treulieb.

Foi organizada toda uma estrutura para dar apoio aos familiares, com profissionais de saúde, socorristas e ambulância. Após a exibição do filme teve início uma caminhada iluminada por velas e luzes de celulares até a frente da boate.

Pelo caminho, os participantes faziam orações, e vestiam camisetas com fotos das vítimas da tragédia. “Um encontra um no outro força pra continuar lutando, para permanecer nisso tudo, é bem revigorante estar aqui, eu venho há cinco anos consecutivos, todos anos eu procuro vir porque a luta é o que nos mantém em pé”, afirmava Tomas Affonso Weber, primo de uma das vítimas.

O tráfego foi bloqueado na Rua dos Andradas para que a vigília pudesse ser realizada. Alí, eles fizeram orações e cantaram músicas religiosas. Era visível a dificuldade para segurar a emoção diante do local onde as mais de 200 pessoas morreram, e outras 600 ficaram feridas. Em vários momentos, um abraço ajudou a amenizar a dor de quem estava alí.

O fogo teria começado dentro da boate por volta das 2h30min da madrugada do dia 27 de janeiro de 2013. Por isso, as homenagens na madrugada tem um significado especial para os familiares, que ainda lutam para que a tragédia não seja esquecida.

Por volta da 1h, uma sirene foi disparada. O barulho simbolizou as diversas ambulância e carros de bombeiros que ajudaram no resgate das vítimas naquela noite.

A vigília foi marcada ainda pelos pedidos por Justiça, já que até agora, os quatro réus no processo ainda aguardam pelo julgamento em liberdade. "Tem que haver Justiça para que a coisa não se repita mais, porque se continuar nessa impunidade toda, as pessoas vão continuar fazendo, porque sabem que não acontece nada", pedia Marlei Frizzo Nemitz, mãe de uma das vítimas.

 

G1

Foto: Reprodução/RBS TV



Voltar

Entrevistas

  • Rádio Agert - Federarroz considera desleal a concorrência do Mercosul com o arroz brasileiro
    • Rádio Agert - Federarroz considera desleal a concorrência do Mercosul com o arroz brasileiro

    • 22/02/2018 11:39:18
  • Rádio Agert - Conservação do solo será o tema da 18ª edição da Expoagro Afubra
    • Rádio Agert - Conservação do solo será o tema da 18ª edição da Expoagro Afubra

    • 22/02/2018 11:22:53
  • Presidente da Cooperativa Agropan e Coordenador do Departamento Técnico da Agropan Juarez Bay do Nascimento - Safra de verão, situação das lavouras, clima
    • Presidente da Cooperativa Agropan e Coordenador do Departamento Técnico da Agropan Juarez Bay do Nascimento - Safra de verão, situação das lavouras, clima

    • 22/02/2018 11:02:18

Últimos recados

    • 05.02.2018
    • Maria do Carmo Costa
    Antigamente acompanhava todas as notícias da cidade pelo site. Por que agora não tem mais, e quando tem são atrasadas? Fica difícil saber das novidades pela rádio... só bobagens.
    • 19.12.2017
    • Marcelo Peixoto Marques
    Um abraço para minha querida Tupanciretã!
    • 10.12.2017
    • Luíz Veríssimo
    Bom dia um abraço a todos os amigos da minha querida Tupanciretã , ótima programação
    • 02.10.2017
    • Larissa Fernanda
    Oi boa tarde me chamo Larissa Fernanda estou sem contato com o pessoal de Tupã, sou de santo Ângelo e estou tentando ligar pro meu namorado que mora em Tupã, Cristiano Siqueira desde ontem e não consigo contato nem com a família ... aguardo notícias.
    • 02.10.2017
    • GENESI DA SILVEIRA
    Oi bom dia estou ouvindo a radio Tupã ,e estou triste em saber que o temporal fez estrago em minha querida TUPANCIRETÃ .Abraços aõ amigos de Tupã ,e principalmente para toda minha familia do POR DO SOL.e para vocês ai na radio.
    • 30.09.2017
    • Moisés Silveira da Silveira
    Olá bom dia a todos os ouvintes da rádio,em especial a minha tia Ivete ,e meu tio Valdir pinheiro.um grande abraço do Moisés Silveira,de esteio RS.

Categorias